Quinta-feira, 18 de Julho de 2024

Buscar  
Cidades
Publicada em 08/06/24 às 07:48h
Nova ponte entre Feliz e Picada Cará é anunciada pelo Governo do Estado.
O edital para contratação da empresa que será responsável pela obra., será lançado ainda hoje.

Portal Clicaí

 (Foto: Maurício Tonetto/Secom)

Na manhã desta segunda-feira (03/06) o  governador Eduardo Leite anunciou um plano para reconstruir e recuperar rodovias e pontes prejudicadas pelas chuvas que atingiram o Rio Grande do Sul nas últimas semanas.

Entre as obras anunciadas pelo governo do Estado, está a construção da nova ponte na VRS 843, entre Feliz e Picada Cará.

O custo estimado da Ponte que liga Feliz ao município de Linha Nova é de R$ 11.774.368,32.

O governador também confirmou que o edital para contratação da empresa que será responsável pela obra, será lançado ainda hoje.

São ao todo 15 pontes danificadas e as seis que serão contratadas de imediato, são as prioritárias. 

O investimento nestas seis pontes será de R$ 76,5 milhões. A apresentação das propostas será nesta quinta-feira (06/06) com previsão de assinatura dos contratos até o final da semana que vem.

A estimativa de custo total para o plano de reconstrução, considerando adaptações a mudanças climáticas, pode chegar a R$ 9,9 bilhões, abrangendo toda a extensão de estradas afetadas.

O anúncio foi realizado no Centro Administrativo de Contingência, em Porto Alegre, e contou com a presença dos secretários de Logística e Transportes, Juvir Costella, e da Reconstrução Gaúcha, Pedro Capeluppi.

A iniciativa integra o Plano Rio Grande, um programa de reconstrução, adaptação e resiliência climática do Estado que visa planejar, coordenar e executar ações para enfrentar as consequências sociais, econômicas e ambientais da enchente histórica.

O governo do Estado apresentou duas projeções de investimento para atender a 8.434 km de rodovias pavimentadas e não pavimentadas que foram afetadas de alguma forma

Vamos buscar viabilizar todo investimento possível, e podemos assegurar que pelo menos R$ 3 bilhões são estimados. Esse valor seria para não apenas reconstruir pontes e recompor estradas, mas também para melhorar trechos dessas estradas e qualificar toda a rodovia, garantindo conforto e segurança aos usuários”,

explicou Leite.

Para agilizar o atendimento das cidades afetadas, foram definidas modalidades de contratação conforme a necessidade de cada local. Nos casos de grande impacto, será utilizada a contratação com dispensa de licitação, em regime integrado, permitindo que as fases de instrução do processo sejam realizadas em até 15 dias.  

A categorização das estradas afetadas foi baseada em sete critérios: situação da rodovia; tempo gasto a mais em deslocamentos; quantidade de afetados; impactos na economia local; impactos na saúde; impactos na mobilidade urbana; e volume de circulação de veículos. Oito rodovias foram priorizadas para receber ações de recuperação e reconstrução, abrangendo 36 municípios.




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:


51991413401


Madrugada Insônia
Peça sua Música

  • Tony Silva
    Cidade: Brasil
    Música: Sunday Bloody Sunday
  • Sérgio Sales
    Cidade: Brasil
    Música: Faroeste Caboblo - Legiao Urbana
Publicidade Lateral





Bate Papo

Digite seu NOME:


Estatísticas
Visitas: 4350 Usuários Online: 584


Fan Page






Converse conosco pelo Whatsapp!
Copyright (c) 2024 - Rádio Viva Feliz - Todos os direitos reservados